Agora1

Obras da Souza Naves não estavam previstas no acordo de leniência.

11 de setembro de 2020 - 10:08

São duas obras na avenida Souza Naves, um viaduto e uma trincheira que somam mais de R$ 50 milhões de reais.

O agora 1, foi atrás da informação e descobriu que estas duas obras não estavam previstas no acordo de leniência feito pelo Ministério Público Federal (MPF). O acordo estabeleceu que a escolha das obras ficaria a critério do governo do Paraná através da Secretaria de Infraestrutura e Departamento de Estradas e Rodagens (DER) do Paraná.

Ao tomar conhecimento o Secretário de Infraestrutura Sandro Alex questionou o Ministério Público de que não havia previsão de investimento na Souza Naves pelo acordo.

Foi quando o governo do Paraná solicitou um aditivo a leniência para incluir as obras da Souza Naves, porque o acordo previa apenas obras que estavam relacionadas no contrato original, e o contrato original não tinha previsões de investimento na Souza Naves.

O governo do Paraná solicitou o aditivo e encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF), e então aprovado o aditivo na Instância Superior em Brasília para que se pudesse construir as duas obras de arte na Souza Naves.

O Ministério Público Federal (MPF), recebeu autorização do Supremo e incluiu o pedido do secretário Sandro Alex em virtude do número de acidentes e mortes registradas nos últimos anos e que e que fundamentaram o pedido do secretário, então o acordo de leniência foi feito, mas se não houvesse a decisão do governo do Paraná em aditivar e incluir a Souza Naves, não teriam essas obras.

Questionamos o deputado Sandro Alex, sobre essa informação e ele disse que graças ao trabalho em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e Supremo Tribunal Federal (STF), foi possível incluir o que seria fundamental nesse momento.

“A Souza Naves entre todos os trechos é o trecho que mais concentra acidentes. Não parecia razoável realizar obras sem incluir Ponta Grossa. Eu fico feliz como secretário no governo do Paraná de ter defendido a inclusão da obra e que hoje já é uma realidade e que no ano que vem será entregue a população dando mais segurança aos motoristas e principalmente para quem mora na região”, disse Sandro

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.