Agora1

Qual a importância de adquirir uma TV 4k?

19 de junho de 2017 - 18:53

Quatro vezes maior não quer dizer que é quatro vezes melhor.

A evolução das TV’s está cada vez mais difícil de acompanhar e entender qual a necessidade de atualizar-se comprando ou não um novo equipamento.

A resolução 4K é uma dessas situações onde poucos sabem o que há de diferente dos aparelhos de TV mais comuns encontrados no mercado.

Para podermos entender melhor um pouco dessa mudança, criei esta imagem abaixo:

A resolução mais baixa é 640×480, representada por televisores de tubo, na sequência, ao final dos anos 90 os primeiros televisores em HD com 1280×720, em seguida por meados de 2005 o FULL HD com 1920×1080, estes dois últimos modelos foram lançados bem próximo aqui no Brasil, contudo não eram aparelhos tão finos quanto encontrados hoje, pois o custo era muito elevado para época, e surgiram primeiramente como monitores para computadores, e por fim o UltraHD 4096×2160.

No Youtube e na Netflix é constante o aumento do número de conteúdo com esta resolução, por sua vez independente do dispositivo que você utiliza é possível assistir o vídeo, mas sem tirar o real proveito deste recurso.
As resoluções mais altas em filmes ou fotos, oferecem mais detalhes de visualização, justamente pela quantidade de pixels que estas medidas comportam, por exemplo em 4k é aproximadamente 8,3 megapixels, porém, o que acontece quando você assiste um vídeo de resolução mais alta em dispositivos que não tem suporte para esta resolução?

Obs: PIXEL – É um ponto luminoso que pode ser visto quando efetuado um grande ZOOM em uma foto ou vídeo, que em grande quantidade forma uma imagem.

(Cena filme – Guardiões da Galáxia – Marvel Studios 2014)
De uma maneira menos formal, ocorre uma redução/compactação da cena para adaptar-se ao dispositivo que está sendo utilizado para assistir ao filme ou vídeo, a imagem acima deixa de forma mais clara o que quero dizer.

“Então quer dizer que se eu comprar uma TV UltraHD 4K tudo que eu assistir vai ser mais bonito?”

Resposta – Não exatamente, pois depende do equipamento utilizado para gravar o filme. Quem já teve a experiência de assistir ao programa do Chaves em televisores no mínimo HD, notam que o programa não preenche toda a extensão da tela, justamente porque na época que foi gravado o programa a tecnologia era outra, resoluções muito mais baixas do que vemos hoje.

Outro exemplo disso é você querer abrir uma foto 3×4 e estica-la até que preencha toda a tela de sua TV ou notebook, além da foto ficar toda distorcida irá notar que ficará bem granulada, justamente pela falta de pixels na foto em questão.

(Cena programa – Chaves – SBT)

Em alguns casos pessoas que possuem televisores de tubo, vão notar cortes em cenas, em filmes com momentos mais
escuros podem não enxergar o que realmente está acontecendo pela falta de resolução que este tipo de aparelho fornece e pelo formato de sinal transmitido pela emissora.

CONCLUSÃO:
Assistir um filme em 4k é algo incrível, é como se você estivesse ao lado dos atores na cena de um filme, mas não há uma real obrigatoriedade na troca de seu aparelho, mesmo em aparelhos HD e FULLHD a qualidade dos conteúdos disponíveis é excelente.

Isso é algo pessoal, se ainda houverem dúvidas sobre isso, recomendo visitar uma loja de sua confiança, analisar uma mesma cena de filme comparando um aparelho FULLHD e outro ULTRAHD.

 

 

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.