Agora1

Programa contra a violência e resistência as drogas forma 990 crianças em Ponta Grossa

24 de maio de 2019 - 16:33
Divulgação

Primeira turma do programa policial escolar que trabalha contra a violência e o abuso de drogas participou de formatura nesta sexta

Em mais um evento de formatura, desta vez para 990 crianças da Rede Municipal de Ensino de Ponta Grossa, a Secretaria Municipal de Educação e a Polícia Militar do Paraná, por meio do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária, celebraram a finalização de uma nova turma de alunos Proerd. Foi a primeira turma do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência em 2019.

Os alunos são estudantes do 5º ano de 23 escolas públicas municipais. Eles receberam conteúdos e debateram com os policiais militares ministrantes do curso, realizaram atividades em sala de aula com o envolvimento de diversas disciplinas e refletiram a respeito do tema, buscando desenvolver o senso crítico em torno dos temas violência e uso de drogas. Até o fim do ano, 4,2 mil alunos do 5º ano terão participado das aulas e de uma formatura final. A formatura desta sexta foi no centro de convenções de uma igreja evangélica em Oficinas.

“O Proerd nos oferece suporte para trabalharmos temas de grande relevância para a vida de todos os nossos alunos, em uma fase especial de transição entre a infância e a adolescência. No ano seguinte eles deixam as escolas municipais e seguem para a vida escolar em outro ambiente, com pessoas diferentes e outros contextos. Neste momento a compreensão sobre este mundo que mistura drogas e violência é essencial para que eles se posicionem de maneira firme, autônoma e responsável, tendo em vista o sucesso escolar”, observa a secretária de Educação, Esméria Saveli.

O capitão Saulo Vinícius Hladyszwski, comandante da 5ª Companhia do Batalhão da Polícia Escolar Comunitária, afirma que a formatura significa “o dever cumprido”. “É muito gratificante chegar ao final de três meses de curso, ao longo de dez encontros, perceber o carinho das crianças”, conta o capitão. Ele e os demais membros da corporação acreditam que os temas trabalhados serão úteis para o desenvolvimento das crianças. “Que esses ensinamentos que elas receberam ao longo das lições do Proerd sirvam para que as crianças fiquem longe das drogas e da violência e a fazer escolhas saudáveis na vida delas”, torce Hladyszwski.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.