Agora1

Proerd forma 1,1 mil alunos contra a violência

5 de junho de 2018 - 16:59
Imagem divulgação

Alunos de 26 escolas públicas municipais participaram do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência

Em uma parceria que busca ampliar os conhecimentos de alunos e seus familiares a respeito do universo das drogas e da violência, a Polícia Militar do Paraná e a Secretaria Municipal de Educação realizaram nesta terça (05/06) mais uma formatura do Proerd. É a primeira de três turmas que participarão do programa neste ano. Foram 1.139 alunos formados, de 26 escolas municipais, os quais receberam da Patrulha Escolar Comunitária diversas lições sobre cidadania, conscientização e formas de enfrentamento sobre o tema.

O aluno Lucas Vinícius de Lara Ribeiro, estudante da Escola Municipal Humberto Cordeiro, foi um dos formandos. Ele leu a redação que fez em sala sobre a participação no Programa, contando a todos sobre o que viu de mais relevante em seu aprendizado: a convicção necessária para negar a sociedade que associa drogas e violência. “O Proerd nos ensinou sobre a importância de nos comunicarmos de maneira confiante e segura”, escreveu Lucas. “Planejo usar esse modelo em futuras decisões em minha vida, para ter um futuro mais saudável”, assegurou o jovem.

A secretária de Educação, Esméria Saveli, homenageou os formandos e demonstrou o quanto a parceria com a Patrulha Escolar beneficia a formação dos alunos. “Em nossa Rede de Educação, cada diretor, pedagogo e professor tem o comprimisso de formar cidadãos com a consciência de seus direitos civis, políticos e sociais. É nosso trabalho, mas a Escola não faz isso sozinha, ela precisa de outras instituições que a ajudam neste exercício. Ensinamos as crianças a dominar a leitura e a escrita, a ler a palavra e o mundo, olhando a realidade que as cerca, discutundo os problemas que temos que enfrentar. Por isso a importância de um programa como o Proerd. É isso o que queremos com estas parcerias”, afirmou Esméria.

A prefeita em exercício, Elizabeth Schmidt, agradeceu aos profissionais envolvidos. “Vimos aqui uma metodologia de valorização da vida”, disse. “Esta formatura significa que vocês concluíram uma caminhada, um curso que, com toda a certeza, será um diferencial na vida de vocês. Serão muitas fases de estudo até a formação universitária”, discursou para as crianças. Ela ainda lembrou a todos para que “nunca desviem do caminho do bem”, para que sejam “grandes transformadores do mundo”, orientou Elizabeth.

O Proerd

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência ocorre em Ponta Grossa desde 2001, com a formação de mais de 120 mil alunos das escolas públicas e particulares. Para o capitão Saulo Vinícius Hladyszwski, da Patrulha Escolar, o modelo de tomada de decisão levado para as crianças em sala de aula pode ser aproveitado em várias ocasiões da vida. “Levamos conhecimentos necessários para que as crianças aprendam a resistir às drogas e à violência. O principal é que eles aprendam a fazer escolhas saudáveis para a vida. Hoje eles estão prontos para saber discernir sobre estas escolhas, o certo e o errado, através do modelo de tomada de decisão do Proerd”. “É um modelo no qual ele pode perceber qual a melhor decisão a ser tomada para a vida desta pessoa”, conta Saulo.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.