Agora1

‘Feira Verde’ inicia trocas de material reciclável por alimentos e vale transporte

18 de fevereiro de 2019 - 20:06
Divulgação

Por Gustavo Ban

Projeto retornou nesta segunda-feira (18), em mais de 15 regiões da cidade

O ‘Feira Verde’, programa que realiza a troca de material reciclável por alimentos do hortifrúti, voltou, e em 2019 com novidade: o Passe Verde, complemento do programa que possibilita a troca por vale transporte. O funcionamento continua o mesmo. Para cada quatro quilos de material reciclável ou quatro pneus, um quilo de frutas, verduras e legumes podem ser levados para casa. Já para o benefício da passagem de ônibus, são necessários oito quilos.

Para atender todos os 154 pontos de troca distribuídos pela cidade, a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), realizou um calendário de atendimentos, considerando um rodízio para contemplar todas as localidades. Nesta segunda-feira (18), uma das 15 regiões que recebeu os caminhões do Feira Verde foi o Parque Nossa Senhora das Graças, localidade que possui dois pontos de troca. Durante a ação, o prefeito municipal Marcelo Rangel conversou com a população e explicou o funcionamento do programa Passe Verde.

“O Feira Verde é um programa que nos orgulha muito. Em 2018, recebeu reconhecimento nacional e ficou entre as melhores iniciativas do Brasil do prêmio Municiência, projeto do UniverCidades. Agora, iniciamos 2019 novamente inovando, como o primeiro município do país a fomentar a destinação correta de materiais recicláveis, trocando por vale transporte. Desse modo, o Feira Verde contribui para o meio ambiente e para as famílias que consomem os hortifrútis, as passagens de ônibus e, também, para os que fornecem os alimentos utilizados nas trocas”, concluiu.

Rosa Margarida Veiga, moradora do Parque Nossa Senhora das Graças, era uma das primeiras na fila de troca. “Acho ótimo o Feira Verde. Participo do programa desde que morava no Leila Maria, por que ajuda muito na economia de casa com os alimentos saudáveis. Além disso, minha neta gosta muito das saladas que faço com os produtos que troco”, contou.

De acordo com o diretor do Feira Verde, Izidoro Campos, com o acréscimo do Passe Verde, a expectativa é de crescimento para o programa. “Começamos o ano com as equipes treinadas e preparadas, principalmente para utilizar as máquinas que creditam as passagens de ônibus. O objetivo em 2019 é alcançar um público de 15 mil pessoas por mês”, afirmou.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.