Agora1

CRAS e CREAS recebem carros para auxiliar no atendimento à população em vulnerabilidade social

30 de outubro de 2018 - 19:55
Divulgação

por Rafisa Ramos

 Os veículos serão usados para fortalecer os serviços prestados à população em vulnerabilidade social 

Na manhã desta terça-feira (30) a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa reuniu representantes dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Centro de Referência Especializada para Pessoas em Situação de Rua (CREAS POP) para entregar três novos veículos que auxiliarão no atendimento à população que mais necessita. A entrega foi feita através da Fundação de Assistência Social de Ponta Grossa (FASPG).

“Sabemos o quanto esses serviços fazem pelos que mais necessitam e o quanto é necessário ter um bom veículo para locomoção e chegada rápida aos locais com maior vulnerabilidade social. Sempre estamos investindo no atendimento e nos serviços prestados à população. Já adquirimos unidades móveis para atender as comunidades mais distantes e agora entregamos os carros. Tudo faz parte da reestruturação do serviço, onde já recebeu diversas melhorias e continuará recebendo, com mudança de prédio e reformas nos CRAS”, destaca o prefeito Marcelo Rangel.

Os automóveis foram adquiridos através dos serviços vinculados aos Departamentos de Proteção Social Básica e Especial, juntos somam investimento de R$ 134 mil. Segundo a presidente da FAPS, Simone Kaminski, os veículos serão usados pelas unidades dos dez CRAS de forma compartilhada. “Os veículos serão utilizados pelas unidades de Cras a fim de fortalecer as ações e serviços prestados, contribuindo na melhora dos atendimentos domiciliares, acompanhamentos familiares e atividades administrativas, principalmente nas ações voltadas ao CadÚnico e Programa Bolsa Família”, comenta. São 43.292 famílias referenciadas nos CRAS até agosto de 2018.

No CREAS POP a aquisição dos veículos trará melhor atendimento às pessoas em situação de rua. “Contribuirá na melhora dos atendimentos, busca ativa, acompanhamentos e atividades administrativas. Hoje são mais de 150 indivíduos referenciados no POP e mais de 600 atendimentos mês”, explica, Simone.

Os recursos para compra são dos Cofinanciamento Estadual especifico para este serviço, Piso Paranaense de Assistência Social II (PPAS II) e também recurso do Índice de Gestão Descentralizada do Bolsa Família (IGDBF).

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.