Agora1

Agentes da GM salvam mulher que queria se jogar de ponte em PG

26 de junho de 2019 - 17:45
Google Maps

Na tarde desta quarta-feira (26), a equipe da Guarda Municipal em patrulhamento, foi abordada por um munícipe relatando que uma pessoa estaria tentando se jogar do Viaduto existente na Rua Valério Ronck, na região e Uvaranas em Ponta Grossa.

Os agentes Witek, Hilberth, Terezinha e Sczerepa, de imediato e estando próximo do local, foi constato que a mulher de 26 anos estava sentada as margens do referido local com o corpo parcialmente inclinado, indicando que poderia se jogar.

Ao fazer a abordagem, e depois de muita conversa, a equipe conseguiu acalmar a mulher. A vítima forneceu o telefone de seu pai que de imediato chegou no local. Após 01h de conversa e com a presença de uma equipe do Sieate, a mesma desistiu da situação e foi conduzida pela Guarda Municipal até a residência.

As tentativas de suicídio ou sua prática efetiva envolvem sempre uma grande dose de sofrimento,tensão, angústia e desespero. Esta dor da alma pode ser real ou sera conseqüência de uma crise de natureza afetiva, de uma conturbação mental, como, por exemplo, a psicose no seu grau mais agudo, ou deu ma depressão com sintomas delirantes.

O que leva uma pessoa a querer cometer suicídio? 

O que motiva alguém produzir em si a dor de uma auto agressão? Por qual razão alguém perde o sentido da vida e não quer mais vivê-la? Ou o que traz esta dor que não pode calar e que quer se acabar?

O suicídio leva a muitos questionamentos, mas uma coisa é certa: ninguém quer deixar de viver, o suicida não quer acabar com a própria vida, ele quer acabar com o sofrimento.

Este sofrimento é tão forte, tão cruel, tão profundo, que nada parece fazer sentido. A família, os amigos, a profissão, o dinheiro, a esperança, nada mais existe. Apenas aquele vazio, aquele buraco onde deveria haver tantos sentimentos, mas eles já se foram.

As forças para lutar se acabaram, e o que sobrou é usado para um último ato, na busca errônea pela solução de todos os problemas.E este ato, quando consumado, põe fim a uma vida, uma história, um destino e toda uma existência.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.