Agora1

Sandro Alex entrega equipamento de endoscopia para HU

28 de janeiro de 2019 - 17:19
Divulgação

O Deputado Federal e Secretário de Infraestrutura e Logística do Estado do Paraná, Sandro Alex, realizou na manhã desta segunda-feira (28), no Hospital Universitário, a entrega oficial do Sistema de Vídeo Endoscopia Flexível, conjunto de imagem de alta resolução para realização de exames de endoscopia e colonoscopia. A compra do equipamento, que custou R$ 231 mil, foi realizada via emenda do parlamentar destinada em 2018.

Sandro Alex, que também acompanhou a realização do primeiro exame com o novo equipamento, afirmou que o sistema de endoscopia é importante não só para a equipe do HU mas, principalmente, para os pacientes que serão beneficiados. A aquisição dobra a capacidade de atendimentos do HU para este tipo de exame.  Nesse sentido, o reitor, Miguel Sanches Neto, enfatizou que o papel da Universidade é fazer a diferença também para aqueles que não são alunos, professores ou servidores da UEPG. “Temos trabalhado nos últimos 4 meses com o intuito de abrir as portas da Universidade e levá-la mais perto da comunidade. Esse é o nosso compromisso público com o desenvolvimento regional”, disse.

O prefeito municipal, Marcelo Rangel, a prefeita em exercício, Elizabeth Schmidt, o presidente da Câmara de Vereadores, Daniel Milla, e autoridades locais, secretários e vereadores, compareceram ao evento. Citando o trabalho do prefeito e dos Secretários Angela Conceição Oliveira Pompeu, Luiz Antonio Delgobo e Robson Xavier da Silva, o vice-reitor, Everson Krum, destacou que o Hospital Universitário recebe todos os dias pacientes que passam pelos serviços de saúde do município e são encaminhados até o HU a partir de uma triagem exemplar. “Quem trabalha na área, e conhece a realidade de outras cidades, sabe que a saúde em Ponta Grossa está em excelentes mãos”, enfatizou.

Durante o evento, Sandro Alex frisou que, mesmo atuando como Secretário de Governo, continua seu trabalho como deputado federal e garantirá as verbas que, segundo ele, são de mérito da Região dos Campos Gerais. Ele aproveitou para anunciar a destinação de R$ 500 mil para a UEPG já para o mês de março.

Único na rede pública

A Tatiana Menezes, Diretora do HU, reforça que somente o HU, na região dos Campos Gerais, oferece gratuitamente exames de imagem endoscópica e que, com a aquisição dos novos equipamentos, capacidade de atendimento será ampliada.

Em 2018, o Hospital Universitário realizou 290 colonoscopias, 11 retossigmoidescopias e mais de 700 endoscopias, com cerca de 1100 procedimentos realizados. Para 2019, estes índices tendem a dobrar tanto para atendimentos agendados quanto para exames de pacientes internados. Everson Krum destaca que, nos últimos cinco anos, foram realizados 4.364 exames de endoscopia digestiva alta; 1.600 colonoscopias e 161 gastrostomias endoscópicas percutâneas.

O doutor Cláudio Solak, especialista em endoscopia digestiva pelo Hospital Sírio Libanês, membro da equipe de Endoscopia do HU, frisa que na rede privada de Ponta Grossa não há aparelho igual ou similar. “É um equipamento de última geração, com alta definição de imagem, o que propiciará um diagnóstico mais preciso de doenças como a identificação precoce do câncer e o tratamento endoscópico sem necessidade de cirurgia”, diz.

Os gestores do HU destacam como outro fator importante a abertura, a partir de março, de uma vaga de residência médica na área de endoscopia.

Exames e diagnóstico

O Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais oferece os exames de endoscopia digestiva alta, colonoscopia, gastrostomia endoscópica percutânea e colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE).

Algumas das doenças que podem ser identificadas através da endoscopia são gastrite, úlcera gástrica ou duodenal, hérnia de hiato e refluxo. Através da CPRE, é possível diagnosticar pancreatite crônica, pedras na vesícula, infecções na vesícula, pancreatite, tumores ou câncer nos canais biliares, tumores ou câncer no pâncreas, colangite ou colangiocarcinomas.

Everson Krum esclarece que a colonoscopia tem como principal objetivo a prevenção e o diagnóstico do câncer do intestino grosso, além da identificação e remoção de pólipos, investigação de sangramentos e inflamações. “Pacientes entre 50 e 55 anos, mesmo sem apresentarem sintomas, devem fazer colonoscopia. Nesta faixa etária, o risco de câncer de intestino é significativo”, informa.

Para realização dos exames de endoscopia, o Hospital Universitário dispõe de médico endoscopista, médico anestesista, equipe de enfermagem, devidamente capacitados. Além de 2 centrais processadoras de vídeo, 4 videogastroscópios, 4 videocolonoscópios e 2 videoduodenoscópios.

 

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.