Agora1

Projeto SAMU Escola realiza simulado para prevenir acidentes

16 de outubro de 2017 - 17:53
Rodrigo K. Silva Fotos: Vando Padilha

Projeto leva noções de Atendimento Pré-Hospitalar para funcionários e alunos da Rede Municipal de Ensino; simulado visa prevenir atropelamentos próximos das escolas

Trânsito parado, crianças feridas, caídas sobre uma faixa elevada de pedestres. Olhares incrédulos tentam entender como foi possível um atropelamento em plena luz do dia, em frente a uma escola. Desta vez, apenas uma simulação. Mas o risco não é pequeno, tendo em vista os abusos de velocidade e imprudência que muitas vezes – infelizmente – ocorrem nas proximidades das instituições de ensino.

Para prevenir estas situações e alertar motoristas e alunos das escolas municipais, o Serviço de Atendimento Médico de Urgência  (SAMU), em parceria com as secretarias municipais de Educação e Saúde e com a Autarquia Municipal de Trânsito realizaram nesta segunda (16/10) um simulado de acidente, em frente à Escola Municipal Ecléa dos Passos Horn, na Vila Santa Isabel, Bairro Boa Vista. Cerca de 100 crianças acompanharam a conscientização. Elas também tiveram uma palestra com o médico Osmar Colleoni, do Samu.

A ação faz parte do Projeto Samu/Escola. Nele, os profissionais realizam capacitação com os professores e funcionários da Rede Municipal de Ensino para conhecimento de noções básicas de atendimento. Além disso, uma cartilha é ensinada aos alunos, em parceria com estudantes de enfermagem das Faculdades Cescage. “Através destes treinamentos, por exemplo, hoje os funcionários possuem capacitação para tratar uma situação que não é muito incomum em ambiente escolar, que é o caso da convulsão em algumas crianças. Em caso de crise, eles sabem como contornar até a chegada do Samu”, explica Jucilene Thomaz, da equipe de projetos especiais da SME.

Para a coordenadora do projeto junto ao Samu, Rosângela Ribeiro, o importante é reduzir os riscos. “Tivemos 26 atropelamentos em Ponta Grossa nos últimos dois meses. Precisamos realizar ações como estas para reduzir os riscos, especialmente nas proximidades das escolas. O caminho para isso é a parceria entre todos os órgãos competentes”, relata.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.