Agora1

Prefeitura realiza simulação de acidente de trabalho

23 de abril de 2019 - 19:38
Divulgação

por Rafisa Ramos

– Atividade aconteceu em um canteiro de obra municipal, envolveu desde equipe técnica até estagiários da Fundação Municipal de Saúde, Segurança do Trabalho e AMTT –

A construção civil é um setor que se destaca por graves acidentes, que muitas vezes são fatais ou incapacitantes. Por conta desta realidade, na manhã de hoje (23), a Prefeitura de Ponta Grossa realizou um simulado em um dos canteiros de obra da Fundação Municipal de Saúde (FMS). A atividade trabalhou com a sensibilização sobre a importância da utilização correta dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), a ação dramatizou a queda de altura de um dos trabalhadores.

“A intenção desta atividade foi conscientizar os trabalhadores sobre a importância de usar seu EPI não apenas por obrigação, mas por entender que é possível impedir acidentes quando se utiliza corretamente. Muitos trabalhadores, por estarem acostumados com a atividade exercida, criam excesso de confiança e esta prática muitas vezes resulta em acidentes graves. A ação também realizou orientação aos profissionais da área, através de formas lúdicas”, explica o Técnico de Segurança do Trabalho, Silvio Machado do Carmo.

As ocupações de pedreiro, serventes de pedreiro e carpinteiro presentam cerca de 20% dos acidentes graves registrados. As causas de acidente mais frequentes são a quede de altura, choque elétrico e soterramento. Em 2018 ocorreram 27 acidentes de trabalho na área de abrangência da terceira Regional de Saúde, sendo destes, 3 óbitos registrados em Ponta Grossa. Hoje há no município aproximadamente 80 canteiros de obras, dados repassados pelo Sindicato dos trabalhadores da Construção Civil (SINTRACON).

A FMS, através da Vigilância Sanitária (Visa) e juntamente com outros departamentos da PMPG, realiza fiscalizações em empresas para garantir a qualidade na segurança que os proprietários oferecem aos seus funcionários. Estrutura física, treinamentos e fornecimento de equipamentos de proteção individual são alguns dos critérios analisados pela equipe, isso acontece desde oficinas mecânicas até multinacionais. “Também nos dirigimos às empresas quando acontece um acidente de trabalho, quando o paciente necessita de internamento, pois será notificado pela epidemiologia. Dessa maneira é feito a investigação e tomadas as medidas necessárias”, esclarece Ana Meri Maciel.

As fiscalizações acontecem após a solicitação do alvará. Feito isso, a licença sanitária saíra junto, após a vistoria dos técnicos. Ela é renovada anualmente, basta realizar o pedido via praça de atendimento localizada na PMPG. Cerca de 600 empresas solicitam, mensalmente, a renovação de licença sanitária.

A Visa alerta que qualquer pessoa pode denunciar situações irregulares dentro de empresas. Elas podem ser feitas através da Ouvidoria da Saúde, pelo 0800-643-9595, pelo sistema Prefeitura 156 ou ainda na praça de atendimento. “As denúncias que mais recebemos são relacionadas à estrutura física dentro das instituições, aproximadamente 10 por mês”, comenta a Ana Meri Maciel. Dúvidas podem ser esclarecidas através do 3220-1264, das 8h às 9h ou pessoalmente das 8h às 17h.

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) instituiu o dia 28 de abril como o Dia Mundial da Segurança e da Saúde no Trabalho, em memória às vítimas de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. No Brasil, a Lei 11.121/2005 instituiu o mesmo dia como o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho e o mês de abril é conhecido como ‘Abril Verde’ para realizar ações com este tema.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.