Agora1

Ponta Grossa é vencedora do premio “Cidade Amiga dos Animais”

20 de outubro de 2020 - 07:57
Pixabay

Após uma cuidadosa revisão dos mais de 150 projetos enviados por municípios em toda a América Latina, anunciamos os vencedores do 2º Prêmio “Cidade Amiga dos Animais”.

Neste ano, escolhemos um vencedor para cada uma das nove categorias e o município com a melhor pontuação em mais de uma delas ganhou o título de vencedor geral.

Vencedores por categoria

  • Estruturas e políticas efetivas e sustentáveis: Curitiba – Paraná, Brasil
  • Controle da densidade populacional e da taxa de renovação: Jundiaí – São Paulo , Brasil
  • Bem-estar dos animais em situação de rua: Conselheiro Lafaiete – Minas Gerais, Brasil
  • Gestão eficiente de instalações de triagem e realocação (abrigos, canis, gatis, lares temporários): Barueri – São Paulo, Brasil
  • Saúde pública de qualidade: Ponta Grossa – Paraná, Brasil
  • Guarda responsável de animais: Curridabat – Costa Rica
  • Prevenção e atendimento a maus-tratos contra animais: Curitiba – Paraná, Brasil
  • Gerenciamento de conflitos entre animais de companhia e animais silvestres e/ou de fazenda: Cidade do México – México
  • Ideia inovadora para promoção do bem-estar: São Paulo – São Paulo, Brasil e Maringá – Paraná, Brasil

Curitiba: unindo a sociedade pelo bem-estar animal

Ganhadora em duas categorias – Estruturas e políticas efetivas e sustáveis e Prevenção e atendimento a maus-tratos –, Curitiba, capital do Paraná, foi a grande vencedora geral. A cidade também foi destaque em outras quatro categorias: Controle da densidade populacional e da taxa de renovação, Bem-estar dos animais em situação de rua, Gestão eficiente de instalações de triagem e realocação (abrigos, canis, gatis, lares temporários) e Guarda responsável de animais.

O trabalho de manejo de populações de animais em Curitiba teve início em 2005 com a criação do Conselho Municipal de Proteção aos Animais (COMUPA). Atualmente, a cidade conta com a Rede de Proteção Animal, uma Divisão do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna – SMMA, que promove a interação entre vários agentes públicos, da iniciativa particular e do terceiro setor, na busca de melhores condições de vida para a fauna da cidade.

Curitiba também se destaca por trabalhar com diferentes setores da sociedade pelo bem-estar animal. Isso incluiu a parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR) para desenvolvimento e aplicação de projetos com embasamento científico e de impacto tanto no bem-estar animal quanto na saúde pública.

Como uma grande cidade, Curitiba ainda tem muitos desafios a enfrentar e pontos a melhorar em relação aos animais, mas tem se destacado, nos últimos anos, por seus diversos projetos em manejo de população de cães e gatos.

Premiação

A cidade de Curitiba receberá um prêmio no valor de R$ 25 mil para utilizar na compra de equipamentos ou contratação de treinamento ou consultoria para melhorar suas ações no manejo das populações de cães e gatos.

As nove iniciativas vencedoras serão publicadas em um livro digital (e-book) “As melhores estratégias de manejo humanitário de cães e gatos na América Latina“, que será distribuído gratuitamente nas plataformas digitais da Proteção Animal Mundial em Português e Espanhol.

Os vencedores de cada categoria também receberão uma placa de reconhecimento e serão convidados a participar de um encontro virtual para compartilhar suas experiências, que será transmitido em nosso canais nas redes sociais.

Reconhecendo os esforços para proteger cães e gatos

O Prêmio Cidade Amiga dos Animais faz parte do programa “Animais em comunidades” do Proteção Animal Mundial e conta com o apoio da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), do Instituto de Medicina Veterinária do Coletivo (IMVC / ITEC), do Conselho Federal de Medicina Veterinária e Zootecnia do Brasil (CFMV), da Associação Mundial de Veterinários de Pequenos Animais (WSAVA) e da Coalizão Internacional para o Manejo de Animais de Companhia (ICAM).

Seu objetivo é identificar e premiar as melhores e mais inovadoras iniciativas governamentais da América Latina na área de manejo humanitário de populações caninas e felinas (MHPCF).

Para selecionar as melhores estratégias, contamos com o apoio de nossos colaboradores e de juízes externos indicados pelas associações de apoio (IMVC/ITEC, WSAVA, PANAFTOSA-OPS/OMS e CFMV), que são médicos veterinários, gestores públicos, professores e especialistas em saúde pública e/ou manejo humanitário de cães e gatos.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.