Agora1

Ponta Grossa confirma dois casos de Influenza H1N1

8 de maio de 2019 - 12:06
Divulgação

Prefeitura alerta sobre cuidados e casos de H1N1 

No início desta semana a Fundação Municipal de Saúde (FMS) recebeu dois resultados positivos para a doença Influenza A (H1N1). Os casos foram notificados nos dias 25 e 28 do mês de abril, um deles pelo monitoramento ambulatorial, que é realizado dentro do Pronto Atendimento do Hospital Municipal Amadeu Puppi, e o outro foi através de internamento da paciente. Ao todo o Paraná confirmou 17 casos para a doença (Curitiba, São José dos Pinhais, Pato Branco, Foz do Iguaçu, Cascavel, Campina da Lagoa, Mariluz e Paranavaí), sendo que destes, sete foram de óbito.

Dos casos confirmados em Ponta Grossa ambos são do sexo feminino, uma tem 47 anos, identificado no monitoramento realizado para vigilância da Influenza. “O monitoramento consiste em coletar amostras de pacientes com síndrome gripal que foram atendidos na unidade sentinela (Hospital Municipal Amadeu Puppi) com o objetivo de monitorar os vírus circulantes e detectar a entrada de novos vírus. Esse monitoramento também contribui para a escolha dos vírus que irão compor a vacina contra Influenza do próximo ano”, explica a coordenadora de vigilância epidemiológica, Caroliny Stocco. O outro caso trata-se de uma paciente com 22 anos, gestante.

Neste momento a FMS está realizando a vacinação do público-alvo em diversas frentes, dentro das salas de vacina fixas, com vacinação itinerante, disponibilizando o Ônibus da Vacina em horários alternativos, aplicando a vacina em pacientes acamados e ainda trabalhando nos finais de semana dentro do ‘Dia D’. A campanha segue até o próximo dia 31 de maio.

“A importância do grupo de risco procurar as Unidades Básicas de Saúde para tomar a vacina ficou ainda maior, devido ao risco de gravidade pela doença e até mesmo óbito. Mas também é importante destacarmos que além da vacinação da população prioritária, a comunidade deve estar atenta com as outras medidas de prevenção à doença, lavagem das mãos, uso de álcool em gel, ambiente ventilado, entre outros”, destaca Caroliny.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.