Agora1

Vereador repudia realização da Marcha da Maconha em Ponta Grossa

12 de Abril de 2018 - 19:31
Imagem TV Band

Líder da Frente Parlamentar de Políticas Sobre Drogas, Vinícius Camargo (PMB) cita prejuízos da maconha e afirma que ela precisa ser erradicada.

O vereador Vinícius Camargo (PMB) utilizou o pequeno expediente da sessão desta quarta-feira (11) na Câmara de Ponta Grossa para apresentar uma moção de repúdio contra a realização da ‘Marcha da Maconha’ no município, com atividades marcadas entre os dias 13, 14 e 15 de abril. O documento ainda foi assinado por outros 17 vereadores.

Camargo, que é presidente da Frente Parlamentar de Políticas Sobre Drogas na Câmara, afirmou que a maconha deve ser erradicada, ao invés de liberado o consumo. “Não consigo admitir que isso possa ser algo saudável e que traga algum benefício. Tem 13 anos que trabalho dentro de uma comunidade terapêutica que atende e realiza tratamento de dependentes químicos e sei que maconha é a porta de entrada para outras drogas”, disse.

O vereador ainda ressaltou a discussão sobre o tema. “Se quiserem me convidar [para o evento], posso comparecer e levar cientistas que comprovam os prejuízos da utilização da droga”, garantiu. Camargo também questionou a tentativa de se legalizar o uso da maconha sem que haja a legalização do cultivo, explicando que a droga precisa chegar de maneira ilegal para que o consumo exista.

O vereador ainda ressaltou, durante o discurso, a utilização equivocada de alguns exemplos de lugares onde a droga já foi liberada, como Holanda e Los Angeles. “A população destes locais fazem declarações sobre as consequências e os prejuízos que a legalização trouxe. Dos 36 países com a maconha liberada, 22 apresentaram aumento no número de presos relacionado ao tráfico. Essa não é uma solução para combater nenhum tipo de mal que a droga causa. Ela precisa ser erradicada”, afirmou.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.