Agora1

Transparência do ponto aumenta fiscalização das horas extras

4 de setembro de 2019 - 21:19
Divulgação

Ferramenta disponibiliza em tempo real o controle de ponto de todos servidores da Prefeitura, podendo ser verificado por toda população

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria de Administração e Recursos Humanos (SMARH), lançou hoje uma nova ferramenta, que deve tornar o controle e pagamento de horas extras mais transparente, com fiscalização mais rigorosa. Através do Portal do Servidor, agora é possível verificar em tempo real qual o expediente realizado por todos trabalhadores da Prefeitura, conforme o registro do ponto. Do custo anual de R$ 20 milhões com o pagamento de horas extras, a Prefeitura espera reduzir em pelo menos R$ 5 milhões com o controle através da nova ferramenta. Os detalhes da ‘Transparência no ponto’ foram repassados à imprensa em uma coletiva na tarde de hoje (4).

“A transparência no ponto vai valorizar aquele servidor que cumpre o horário, que realiza hora extra por existir efetiva necessidade, e também evitar fraudes. Com esse controle e acompanhamento em tempo real, toda população terá condições de verificar o expediente dos nossos servidores. Com isso, esperamos coibir qualquer possibilidade de fraude. Quem registrar estar em expediente, mas não estiver desempenhando sua função, ficará sujeito à sindicância na Controladoria do Município e até mesmo investigação no Ministério Público, que são os órgãos de controle que podem receber essas denúncias”, detalhou o prefeito, Marcelo Rangel.

A ferramenta está disponível no sistema do Portal do Servidor, no menu lateral. É possível verificar a listagem com todos os servidores, em ordem alfabética, bem como realizar a busca por nome específico. O Portal do Servidor já conta com transparência nesse sentido, num sistema parecido, que permite verificar o valor pago a cada funcionário da Prefeitura.

Através da ‘Transparência do Ponto’ é possível ver os horários de entrada e saída, registrados em ponto biométrico, bem como qual o expediente que deve ser cumprido pelo trabalhador em questão, se a carga horária é fixa, flexível ou escala e qual a jornada para a função.
“Com este sistema, o acompanhamento poderá ser feito em tempo real, até mesmo para identificar se existem setores ou departamentos que estão registrando altos índices de horas extras ou ocorrências fora do padrão, para verificarmos antes mesmo dos valores serem lançados no controle da folha de pagamento. É mais uma ferramenta em busca de garantirmos transparência e eficiência na gestão”, explica Rangel.

A proposta é ampliar este sistema de controle futuramente, disponibilizando um aplicativo para celular onde seja possível verificar se o trabalhador consta em expediente normal, cumprindo hora extra ou de folga, conforme o ponto.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.