Agora1

Registro de frequência da prefeitura contabiliza 672 ausências durante greve

12 de junho de 2018 - 15:40
Imagem A1

Controle do relógio ponto referente ao primeiro dia de paralisação dos servidores contabilizou ausência de 672 trabalhadores

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos, realizou controle de frequência do primeiro dia de paralisação dos servidores municipais. Conforme foi contabilizado através do registro no relógio ponto durante a segunda-feira (11), 672 ausências foram totalizadas no funcionalismo público municipal, aproximadamente 8% de adesão. Além da paralisação, podem também estar inclusos nesse número servidores com ausência ou afastamento por questões médicas. Ainda sem números oficiais, a administração avalia que a adesão tenha sido menor nesta terça-feira (12), cerca de 6%. A Prefeitura conta hoje com 8.287 trabalhadores ao total.

Dessa forma, a Prefeitura de Ponta Grossa conseguiu garantir o funcionamento e atendimento de 96% de sua estrutura, com a paralisação de apenas de uma pequena parcela de escolas e unidades de saúde. O restante dos serviços, como Praça de Atendimento, Mercado da Família, Agência do Trabalhador, Hospital Municipal, Hospital da Criança, UPA Santa Paula, AMTT, Prolar, Cultura e Assistência Social vem prestando atendimento e serviços normalmente.

Caso algum servidor que tenha aderido à paralisação, também tenha realizado o registro da frequência no relógio ponto, a ação pode se configurar como improbidade. Conforme o artigo 482 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), sistema que rege a contratação dos servidores municipais em Ponta Grossa, o ato de improbidade constitui justa causa para rescisão do contrato de trabalho pelo empregador.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.