Agora1

Prefeitura realiza teste do Passe Verde no Costa Rica

15 de dezembro de 2018 - 08:22
Divulgação

Por Gustavo Ban

Programa prevê um crédito no transporte público municipal a cada 8 quilos de material reciclável

O local escolhido para o teste do Passe Verde em Ponta Grossa foi o conjunto habitacional Costa Rica, um dos 154 pontos de troca do programa Feira Verde. O projeto, vinculado a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), foi aprovado nesta semana, com a alteração da lei 11.645/2014. Estiveram presentes no lançamento o prefeito municipal Marcelo Rangel e os secretários de Governo, Maurício Silva e da SMAPA, Ivonei Afonso Vieira.

Ponta Grossa é o primeiro município do Brasil a promover a troca de material reciclável por passagens do transporte público. No teste, a cada oito quilos um passe verde era computado como crédito. De acordo com o prefeito Marcelo Rangel “o objetivo é facilitar o acesso ao transporte público para a população e não prejudicar a alimentação, com o trabalho já realizado pela Feira Verde”, comentou. Em 2018, o programa forneceu 913 toneladas de hortifrútis em troca de 2.914 toneladas de recicláveis.

“É uma iniciativa pioneira no país em que a prefeitura viabilizou para atender a população, e o objetivo é que atenda o maior número de pessoas da melhor maneira possível”, afirma o secretário de Governo, Maurício Silva. Para o secretário da SMAPA, Ivonei Afonso Vieira, a proposta vem para complementar o trabalho já realizado pelo Feira Verde. “O Passe Verde tem um grande cunho social e vai servir, principalmente, para os trabalhadores informais, que precisam de locomoção ao centro da cidade, às Unidades Básicas de Saúde”, afirma.

Para a moradora Elizabete Bello, que participou da primeira troca do novo projeto, a iniciativa é de grande importância para a população. “O lixo ia para o lixo, então é uma forma de transformar em benefício que vai ajudar a gente a ir para outros lugares fora daqui com as passagens de ônibus”, garante. A presidente da associação de moradores do Costa Rica Valeria Francine Pereira, reforça que o Passe Verde é uma iniciativa que vai atrair ainda mais pessoas para as trocas.

Além disso, afirmou o prefeito municipal, a iniciativa contribui para a educação ambiental, conscientizando a população sobre a importância em reciclar materiais que iriam para o aterro municipal e, até mesmo, para os arroios da cidade. “Trata-se de uma parceria entre a Prefeitura e a população, que colabora ambientalmente com o município, gerando economia, que é retribuída através do Passe Verde”, afirmou Marcelo Rangel. Todo o material recolhido é encaminhado para quatro associações que realizam a destinação correta do lixo.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.