Agora1

Prefeitura inicia cadastramento do Parque Eco Tecnológico no Separtec

21 de agosto de 2019 - 19:46
Divulgação

O Sistema Estadual de Parques Tecnológicos tem como finalidade aproximar ambientes de inovação e tecnologia presentes no Paraná

Na tarde desta terça-feira (20), o prefeito Marcelo Rangel recebeu a visita de representantes do governo do Estado para início do credenciamento do Parque Eco Tecnológico Professor Sergio Escorsim no Sistema Estadual de Parques Tecnológicos (Separtec), iniciativa que tem por objetivo fortalecer o ecossistema de inovação regional. Em um levantamento inicial realizado pelo grupo de trabalho, foram identificados 18 parques da modalidade em diversas fases de maturidade.

De acordo com o secretário executivo do Separtec, José Maurino Martins, no Paraná existem muitos ativos desenvolvendo tecnologia, mas que se encontram dispersos. “A ideia é criar um ambiente favorável para inovação e desenvolvimento no Estado a partir da conexão entre os parques tecnológicos, as pessoas e as iniciativas”, afirmou.

A partir do encontro realizado ontem, o Parque Eco Tecnológico de Ponta Grossa iniciou o cadastramento provisório no Separtec e o município passa a figurar no radar de inovação do Estado. “A reunião foi importante não somente para o município, mas para que os parceiros que também participaram pudessem entender que o parque precisa atender determinadas diretrizes. Agora nós temos parâmetros sólidos para construir nosso plano de trabalho e recebemos uma devolutiva sobre o que nós ainda precisamos fazer”, explicou a coordenadora de Fomento ao Empreendedorismo e Inovação, Tônia Mansani.

O projeto é realizado pela Secretaria de Fazenda do Estado e pela Superintendência Geral da Ciência em convênio com uma empresa privada por meio do Programa Paraná Competitivo. A empresa, através do Sebrae, realizará os serviços para desenvolver o Sistema de Credenciamento e Avaliação dos Parques Tecnológicos no Estado do Paraná sob a gestão do Separtec. Durante o cadastro inicial foram consideradas condições como aproximação e relação com universidades e instituições de ensino superior, inserção do parque no Plano Diretor municipal, equipamentos, serviços e perspectivas.

Região do Parque Eco Tecnológico já recebeu investimentos

Durante a reunião o prefeito Marcelo Rangel reforçou a importância da efetivação do Parque Eco Tecnológico em Ponta Grossa. “Temos alguns pontos que nos favorecem, como a presença da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, o Instituto Federal do Paraná que deve se instalar no início do próximo ano, a Universidade Estadual de Ponta Grossa, que já solicitou uma área no local e a possibilidade das instituições privadas de se instalarem. Além disso, é o único parque eco tecnológico do Estado e com área verde preservada”, afirma.

Rangel ressaltou ainda os trabalhos já iniciados para implantação do parque. Recentemente o Município investiu R$ 539 mil na pavimentação do Parque Eco Tecnológico. As obras de mais de 392 metros já estão prontas e aguardam finalização da pintura.

De acordo com o secretário municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional (SMICQP), José Loureiro, estão em andamento também demais trabalhos para que o projeto seja aplicado brevemente. “No último mês fomos à Florianópolis realizar um estudo do ecossistema em quatro entidades que atuam em inovação e tecnologia, visando conhecimento e aplicação no Parque Eco Tecnológico, além da realização de parcerias para compreender a melhor forma de implantar o parque”, explica.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.