Agora1

PG disputa sede da Escola de Sargentos (ESA)

17 de fevereiro de 2021 - 20:42
Divulgação

Prefeita se reúne com vice-governador, secretários e parlamentares para mobilizar forças pela ESA

Ponta Grossa é uma das três finalistas do processo de seleção do município que irá sediar a Escola de Sargentos das Armas, uma das mais tradicionais instituições militares brasileiras. Se confirmada, a implantação da ESA em Ponta Grossa representaria um crescimento substancial ao contingente militar já existente, com reflexos positivos no desenvolvimento de toda a cidade, inclusive em função dos impactos econômicos dessa conquista. A prefeita Elizabeth Schmidt (PSD) tem mantido diversos contatos com lideranças militares e políticas para viabilizar esse investimento.

Em março uma comitiva de altos oficiais do Exército, incluindo o Gerente do Projeto da Nova Escola de Formação de Sargentos de Carreira do Exército Brasileiro, general-de-divisão R/1 Joarez Alves Pereira Júnior, estará novamente em Ponta Grossa, para nova rodada de avaliações. Hoje, Ponta Grossa sedia a 5ª Brigada de Cavalaria Blindada, e responde efetivamente pelo comando de diversas organizações militares – basicamente, contendo estrutura bem semelhante à de outra cidade que disputa essa Escola, Santa Maria (RS). Porém, à diferença da cidade gaúcha, Ponta Grossa tem diversos diferenciais positivos, como um aeroporto com voos regulares, imóveis públicos disponíveis para a implantação da unidade.

Além do investimento para a implantação da unidade militar e todos os serviços a serem utilizados para seu funcionamento, apenas a folha de pagamento deve injetar perto de R$ 250 milhões ao ano na economia da cidade. A iniciativa já conta com o apoio do governo do Paraná, com reiteradas manifestações do governador Ratinho Júnior (PSD). Elizabeth salienta que o trabalho para trazer a ESA para Ponta Grossa já começou forte, com importantes lideranças paranaenses no circuito. Por isso, entende que agora é um momento de união de toda a classe política e demais lideranças. “Estamos convocando todas as forças políticas, militares e empresariais, porque essa é uma bandeira que interessa a todos, independentemente de qualquer coisa: a cidade só tem a ganhar em todos os sentidos”, disse a prefeita.

O deputado federal Sandro Alex (PSD), secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, está participando das articulações para mobilizar lideranças empresariais e políticas para a conquista desse investimento, e nesta quinta-feira, ao lado do governador Ratinho Júnior, também manifestou seu apoio à causa de Ponta Grossa: “não é uma briga apenas de Ponta Grossa, mas de todo o Estado. Vamos defender essa aquisição estratégica para o Paraná, num momento em que todas as regiões estão vendo obras estruturantes que serão fundamentais para o seu crescimento”.

O vice-governador do Estado, Darci Piana (PSD), que também é presidente do Sebrae/PR e da Fecomércio/PR, recebeu a prefeita de Ponta Grossa em seu gabinete, e imediatamente adotou a causa como sua: “o setor produtivo do Paraná e todas as instituições paranaenses, assim como sua classe política, devem estar lado a lado, neste momento, para garantir que venha para o Estado esse investimento tão significativo do Exército”. Também nesta quinta-feira a prefeita se reuniu, em Curitiba, com o secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Romulo Marinho Soares, acompanhada pelo líder do governo na Assembleia, deputado Hussein Bakri (PSD). Ainda nesta quarta-feira, e sempre com o objetivo de ampliar a frente política em favor de Ponta Grossa na disputa pela ESA, a prefeita esteve com o chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Guto Silva. Ambos se comprometeram a atuar junto às representações do Estado em Brasília para conquistar a ESA para o Paraná.

Ainda pela manhã a prefeita reuniu-se com o líder do governo na Câmara Federal, deputado Ricardo Barros (PP), que já garantiu seu apoio e prometeu trabalhar para unir a bancada paranaense em favor de Ponta Grossa – “tanto na Câmara quanto no Senado da República”, avisou Barros. Nesse encontro, a prefeita estava acompanhada também pelo dirigente da Confederação Nacional dos Municípios e ex-prefeito de Barracão, Joarez Lima Henrichs.

VANTAGEM ESTRATÉGICA

Ponta Grossa conta, além de uma estrutura militar bastante semelhante à de Santa Maria, com algumas vantagens estratégicas, como a proximidade com a capital do Estado, a disponibilidade imediata do Hotel de Trânsito, área adequada e disponível para a instalação da ESA, conexões aéreas e rodoviárias bastante acessíveis e disponíveis e, além de uma vasta rede de serviços públicos para o pessoal de apoio e familiares dos militares, inclusive uma das maiores redes de ensino de toda a região Sul, um parque industrial consolidado, num cenário de população e PIB significativamente mais expressivos do que a cidade concorrente e ainda o fato de que irá sediar uma unidade de um dos maiores complexos de veículos pesados – inclusive para uso militar – que é a Tatra Motors, já em fase de implantação. “Sem contar que temos o maior parque industrial do interior do Paraná, com centenas de indústrias que podem contribuir para o suprimento militar, como a DAF”, lembra a prefeita Elizabeth.

Outra vantagem é que a cidade é servida por importantes rodovias e receberá, em pouco tempo, um novo arco rodoviário, com novas opções de deslocamento e facilidade de trânsito.

Atualmente, a ESA está situada em Três Corações (MG), mas o espaço físico das instalações, que funcionam há setenta anos, já não comporta o número de alunos. Como Ponta Grossa conta com espaço e condições de recepcionar a um grande volume de militares, além de dispor de uma série de organizações militares já instaladas – na cidade e seu entorno – é uma das finalistas do processo de seleção do Exército.

Além de Ponta Grossa e Santa Maria, a cidade de Recife (PE) também é finalista no processo de seleção.

Organizações militares que integram a 5ª Brigada

– Esquadrão de Comando da 5ª BIB

– 3º Regimento de Carros de Combate

– 5º Regimento de Carros de Combate

– 13º Batalhão de Infantaria Blindado

– 20º batalhão de Infantaria Blindado

– 5º Grupamento de Artilharia Autopropulsado

– 5º Batalhão de Engenharia de Combate

– 5º Batalhão Logístico

– 5º Batalhão de Suprimentos

– 11ª Bateria de Artilharia antiaérea Autopropulsado

– 5º Esquadrão de Cavalaria Mecanizada

– 5ª Companhia de Comunicações Blindada

– 25º Pelotão de Polícia do Exército.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.