Agora1

Oferta de emprego aumenta 44% no primeiro semestre, em PG

1 de setembro de 2021 - 19:13
Foto – Marcelo Casal – Agencia Brasil

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Agência do Trabalhador, ofereceu no ano de 2021 de janeiro a julho mais de 4.700 vagas de emprego, número bem superior aos anos de 2019 e 2020. Além de ser o ano que ofereceu mais vagas, também houve mais contratações.

A quantidade de vagas disponíveis de janeiro a julho dos anos de 2019 a 2021 foi crescente mesmo durante a pandemia. Em 2019, a Agência do Trabalhador anunciou 3.621 vagas; no ano passado, houve uma queda de 9% da oferta de empregos em relação a 2019, com 3.281 vagas. Neste ano teve um aumento de 44% comparado com 2020, totalizando 4.740 vagas.

Segundo a prefeita Elizabeth Schmidt, esse aumento na geração de emprego é consequência do avanço da vacina contra o coronavírus, da volta da confiança dos empresários e de uma resposta assertiva da Prefeitura para as adversidades geradas pela pandemia, neste ano. “Estes números também são resultados de ações da gestão, que fez o possível para preservar os empregos, que atuou na flexibilização das medidas de restrição causadas pela pandemia, que estimulou negócios em vários setores e que fortaleceu as frentes de captação de novos investimentos”, analisa Elizabeth.

Segundo a avaliação do diretor da Agência do Trabalhador, Adriano Gonçalves, as ações realizadas pela Agência e pelo Departamento de Qualificação Profissional geram confiança em quem está na busca de um emprego. “A quantidade de vagas ofertadas na Agência do Trabalhador teve um aumento que segue o crescimento apresentado pelo município como um todo”, comenta.

No entanto, a Agência do Trabalhador, aponta a dificuldade em preencher algumas vagas, pois o mercado exige capacitação e disponibilidade para atuação, como é o caso das vagas de confeiteiro, ferramenteiro, fresador, borracheiro, torneiro mecânico, açougueiro, pizzaiolo, carpinteiro, motorista carreteiro e eletricista.

De acordo com Delvana Sebastião, diretora do Departamento de Qualificação, a SMICQP realiza parcerias com setores públicos e privados para a oferta de cursos gratuitos de qualificação destinada à população, com o intuito de capacitar a mão de obra e fazer com que mais vagas ofertadas sejam preenchidas. “Foram mais de 300 cursos profissionalizantes ofertados pelo Senac, Senai e Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), e mais de quatro mil pessoas qualificadas por meio das aulas online através do Ponta Grossa Digital, só neste período de pandemia”, explica Delvana.

Nesse sentido, o secretário José Loureiro Neto explica que o mercado de trabalho se torna cada vez mais exigente na hora da contratação. Para ele, o futuro do trabalho não se parece com o mercado que conhecemos hoje, embora algumas mudanças já possam ser percebidas em algumas empresas. “Nos próximos anos as empresas vão exigir muito mais qualificação dos profissionais para serem contratados, trabalhadores com mais qualidade, mais eficientes. Por isso, mais do que nunca, é necessário investir em cursos de qualificação técnica e universitária”, finaliza o secretário.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.