Agora1

Governador autoriza início das obras do Contorno Norte de Castro

11 de fevereiro de 2021 - 16:52
Foto: JONATHAN CAMPOS

O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou nesta quinta-feira (11) a ordem de serviço para a execução do Contorno Norte de Castro, nos Campos Gerais. O investimento de R$ 78.978.622,85 é parte do convênio do Governo do Estado com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e ajudará a dar impulso a uma das principais bacias leiteiras do Paraná, tirando o fluxo pesado de caminhões do Centro da cidade.

A implantação do Contorno Norte de Castro conectará as rodovias PR-151 e PR-090 com aproveitamento parcial de estradas vicinais. A extensão será de 15,62 quilômetros e o projeto inclui um viaduto sobre a PR-151 com 27 metros de extensão e uma ponte sobre o Rio Iapó com 320,6 metros de extensão e 14 metros de largura.

Haverá, ainda, uma interseção em nível no entroncamento com a PR-090, uma rotatória no acesso à Castrolanda e um trecho de 2,5 quilômetros com terceira faixa. O prazo de execução será de 24 meses. O consórcio responsável pela obra é o Bandeirantes/Gaissler.

“É uma obra milionária e que é fruto do enxugamento da máquina pública que estamos realizando desde o começo da gestão. Colocamos essa obra como prioridade desde o começo para trazer mais empresas para a região e valorizar as empresas que ali estão, além da segurança para as pessoas que moram em Castro”, disse o governador.

Ele também destacou que a obra acaba com a necessidade de recapeamento constante das principais ruas da cidade, impactadas pelo trânsito pesado dos caminhões. “Essa obra começou a ser pensada em 2011 e nunca tinha saído do papel. Vamos fortalecer a cidade de Castro e gerar segurança e qualidade de vida para a população”, completou.

Segundo o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, há expectativa de conseguir finalizar as obras em 18 meses, antecipando o benefício para a comunidade. “O Paraná está em obras. Estamos entregando, licitando e anunciando o começo de novas intervenções. É a ligação definitiva do progresso e da industrialização de Castro. Estamos construindo o acesso ao contorno e, agora, o complemento de todo esse projeto”, disse. Ele também destacou a economicidade de 29% na licitação, cujo valor máximo era de R$ 112.228.758,93.

CONTORNO – Segundo o projeto, cerca de 55% do tráfego da PR-340 poderá ser desviado para o Contorno Norte a partir da sua conclusão. As obras preveem sinalização, drenagem, desapropriações, cercas, dispositivos de segurança e um amplo programa de recuperação ambiental. A velocidade máxima para todo trecho será de 80 km/h, com uma faixa de rolamento de 3,6 metros por sentido e acostamentos de 2,5 metros para cada lado.

O viaduto da PR-151 manterá a rodovia em mesmo nível, mas os acessos serão executados em desnível para quem deseja acessar o contorno vindo de Piraí do Sul ou para retorno de quem vem de Ponta Grossa. Todas as pistas terão faixas de segurança e os primeiros quilômetros contarão com pista dupla. A ponte possuirá acostamento e sete pilares sobre o leito do rio.

A interseção na Castrolanda será executada em formato de relógio (rotatória), com acesso à cooperativa e à PR-090, e o contorno se encerra no Pátio de Triagem da Cargill. O projeto executivo da Engemin foi financiado pela Castrolanda, Cargill e Evonik Degussa, com investimento aproximado de R$ 1,2 milhão.

“É um dia muito especial para nossa cidade. Desde 2011 estamos projetando a estrada, depois da chegada de novas indústrias, e vamos tirar o tráfego de dentro do município. São 1,2 mil caminhões por dia”, destacou o prefeito de Castro, Moacyr Fadel. “Somos há 30 anos a maior bacia leiteira do País, com distribuição para todos os cantos do Brasil, e a circulação é muito grande. Conseguiremos dividir o tráfego de uma vez por todas”.

O presidente da Castrolanda, Willem Bouwman, destacou que o contorno possibilitará desvio de fluxo de caminhões de ração, calcário, leite e grãos para fora do Centro. São mais de mil associados, 3 mil colaboradores e atuação em uma área de mais de 120 mil hectares.

“Castro é um polo agrícola e havia um gargalo logístico na conexão entre as rodovias. Para a cooperativa é excelente, mas é um ganho para toda a sociedade. Produzimos 1 milhão de litros de leite por dia, então o fluxo de caminhos é muito intenso”, disse. “Com o novo acesso o frete ficará mais barato. Também ganharemos em eficiência porque a produção de leite tem baixo valor agregado. A logística é um diferencial para o produto”.

Para o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), a ideia de um contorno é sempre a de melhorar a logística de uma cidade em ampla expansão. “Estamos tirando o tráfego de longa distância de dentro da cidade e desonerando o município de manutenção. É uma melhoria muito significativa para a população de Castro”, arrematou.

CASTRO – O Contorno Norte de Castro é o Lote 1 de um projeto ainda maior. Ele será integrado às obras de pavimentação da PR-090 e de um novo viaduto na região da Cargill (Lote 2). O trecho tem extensão de 2,6 quilômetros e fica na intersecção da PR-340 com a 090, ponto conhecido como Cruzo. Pouco mais de 60% das obras estão concluídas. O investimento em andamento nessa região é de cerca de R$ 14 milhões.

Há no município, ainda, um investimento na pavimentação da Estrada do Socavão, que alcança R$ 12,2 milhões. O asfalto chegará ao trecho inicial da estrada municipal, que totaliza 26 quilômetros de extensão. Com grande fluxo de caminhões, que atendem indústrias mineradoras e a produção leiteira e agrícola da região, a Estrada do Socavão tem muita poeira e buracos, colocando em risco a vida dos que trafegam por ela.

OBRA DA LENIÊNCIA – O evento aconteceu no canteiro do viaduto de acesso à Castrolanda, obra de cerca de R$ 30 milhões que está sendo executada pela CCR RodoNorte em Castro. A visita do governador também teve como objetivo a fiscalização da execução do contrato com a concessionária. As obras alcançaram 50% e devem ser entregues até novembro deste ano. É o investimento mais robusto da RodoNorte dentro do pacote de R$ 365 milhões que envolve 16 intervenções em municípios da Região Metropolitana de Curitiba e dos Campos Gerais.

CAMPOS GERAIS – No evento, o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, também destacou que a região dos Campos Gerais será contemplada nos próximos meses com a nova passarela no perímetro urbano de Carambeí; terceiras faixas entre Tibagi e Telêmaco Borba e Imbaú e Telêmaco Borba; além da ligação entre Imbaú e Reserva. Ele também citou o projeto executivo da duplicação entre Ponta Grossa e Palmeira.

Além disso, a região está sendo protagonista das obras do acordo de leniência. Além do viaduto de Piraí do Sul, entregue nesta quinta, estão em obras as interseções do Jardim Guarany e do Cercadinho, em Campo Largo; o acesso à Castrolanda/Socavão, em Castro; a revitalização da Avenida Souza Naves com dois viadutos, o acesso secundário e o acesso ao Contorno Leste, em Ponta Grossa; e duplicações na BR-376 (entre os kms 394,5 e 399,8, 399,8 e 403, 411,3 e 412, 412 e 420 e 420 a 431). Todas já ultrapassaram 50% de execução, segundo a concessionária, e serão entregues até novembro deste ano.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.