Agora1

Bolsonaro reage após STF manter cassação de Francischini; “Não vamos fazer o papel de idiotas”

7 de junho de 2022 - 19:32
Reprodução

Após o julgamento da 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) hoje, o ex-deputado estadual pelo Paraná, Fernando Francischini (União-PR), foi às redes sociais posicionar-se contrário à decisão que mantém sua cassação.

Em seu perfil na rede social Twitter, o ex-deputado destacou os ministros que votaram contra a anulação de sua cassação, Edson Fachin, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes. Além disso, afirmou que o seu caso “tornou-se uma causa muito maior”, chamando-o de ataque à liberdade de expressão.

“Não vão nos calar! Por 3×2 no STF, a liberdade de expressão nas redes sociais sofreu novo ataque. Com votos contrários de Fachin, Lewandowski e Gilmar. A causa agora é muito maior!”, disse Francischini.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) reagiu à decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal de manter a cassação do deputado estadual Fernando Francischini (União-PR).

“Que Brasil é esse? Que Justiça é essa? Onde está o nosso TSE quando convida as Forças Armadas, via portaria, a participar de uma comissão de transparência eleitoral?”, perguntou. “Descobrem centenas de vulnerabilidades, apresentam nove sugestões. Não gostaram. Convidaram para quê, ora bolas? Para fazer papel do quê? Eu sou o chefe das Forças Armadas. Não vamos fazer o papel de idiotas.” assista!

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.