Agora1

PRF apreende 3,5 toneladas de drogas e 5,9 milhões de carteiras de cigarro no 1º trimestre no Paraná

11 de abril de 2019 - 18:50

Apreensões de cigarro contrabandeado do Paraguai cresceram 51,8% em relação ao mesmo período de 2018

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu mais de 3,5 toneladas de drogas e 5,9 milhões de carteiras de cigarro durante o primeiro trimestre deste ano no Paraná.

Em relação ao mesmo período de 2018, quando 3,9 milhões de carteiras foram apreendidas, o total de cigarro contrabandeado do Paraguai apreendido pela PRF em território paranaense subiu 51,8%.

As equipes da PRF apreenderam nos primeiros meses deste ano cerca de 3,3 toneladas de maconha, 127 quilos de cocaína e 149 quilos de crack.

Enquanto o volume de cocaína apreendida subiu 37,2% no período, o de maconha caiu significativamente. Em parte, a queda se explica pelo fato de, em uma única ocorrência, registrada em janeiro de 2018, mais de sete toneladas da droga terem sido apreendidas, em Guaíra (PR).

Entre os meses de janeiro e março deste ano, 60 pessoas foram presas por tráfico de drogas e outras 79, por contrabando. Os policiais rodoviários federais também retiraram de circulação 65 armas de fogo e 5,9 mil munições no estado –boa parte delas de calibres para fuzil.

No total, as equipes da PRF prenderam 591 pessoas no período em rodovias do Paraná, por diferentes crimes. A Polícia Rodoviária Federal recuperou ainda 136 carros roubados e apreendeu outros 67 adulterados.

Mais de 400 toneladas apreendidas desde 2010

Entre os anos de 2010 e 2018, a PRF apreendeu no Paraná 397 toneladas de maconha, 9,8 toneladas de cocaína e 6,1 toneladas de crack.

Ao longo desses nove anos, 1.321 armas e 135,8 mi munições foram apreendidas por policiais rodoviários federais no estado.

A PRF recuperou ainda, no mesmo período, mais de 6,5 mil veículos roubados e apreendeu 162,4 milhões de carteiras de cigarro em território paranaense.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.