Agora1

Justiça condena homem a 58 anos de prisão por morte de policial no oeste do Paraná

4 de agosto de 2022 - 20:20
Reprodução

Silvio Rasteiro, de 45 anos, foi morto em confronto com contrabandistas de agrotóxicos em Terra Roxa, no Oeste do estado.

Um homem denunciado pelo Ministério Público do Paraná pela morte do policial militar Silvio Rasteiro, de 45 anos foi sentenciado no Tribunal do Júri a 58 anos e 4 meses de reclusão em regime inicial fechado.

O julgamento foi realizado nesta semana, nos dias 1 e 2 de agosto. O crime ocorreu em dezembro de 2017, em um distrito da zona rural da comarca, quando a vítima e um colega faziam uma abordagem policial – o réu era contrabandista de veneno e reagiu à ação dos PMs, atirando nos dois.

Conforme a denúncia, ao ser abordado, o homem fingiu rendição e em seguida surpreendeu os policiais com uma pistola 380 escondida na cintura – a vítima foi morta com um tiro no peito, e o outro PM só sobreviveu porque o disparo atingiu o carregador da sua pistola.

O acusado portava também uma espingarda calibre 12. Logo após o crime, tentado fugir, ele furtou a viatura e depois roubou outro carro.

O MPPR denunciou o réu por dois homicídios triplamente qualificados (um consumado e um tentado), além de roubo, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e porte ilegal de arma de fogo com numeração suprimida. Todas as qualificadoras foram reconhecidas pelos jurados.

O homem estava preso preventivamente desde novembro de 2019. Ele continua detido, sem o direito de recorrer em liberdade.

 

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal A1  pelo WhatsApp (42) 9 9141 6720

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.