Agora1

Juíza determina que delegado acusado de matar a mulher e a enteada a tiros vá a júri popular

9 de outubro de 2020 - 20:20
Reprodução

A decisão, de quinta-feira (8), é da juíza Mychelle Pacheco Cintra Stadler, da 1ª Vara Privativa do Tribunal do Júri do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba.

O delegado Erik Busetti é acusado de matar a tiros a mulher e a enteada, em Curitiba. Maritza Guimarães de Souza, tinha 41 anos e era policial civil. Ana Carolina de Souza era estudante e tinha 16 anos. As duas foram sepultadas em Pirai do Sul, junto da família.

O crime;

O delegado Erik Busetti, de 45 anos, matou a esposa e a enteada de 18 anos a tiros durante uma discussão dentro de casa, no bairro Atuba, em Curitiba, no Paraná.

O assassino foi impedido de cometer suicídio pelos vizinhos, chamou a polícia e confessou o crime.

Maritza Guimarães de Souza, de 41 anos, e a filha Ana Carolina de Souza, de 16 anos, foram encontradas mortas e abraçadas atrás de um sofá na sala do sobrado em que a família vivia em Curitiba.

Ambas foram assassinadas pelo delegado Erik Busetti com cerca de 9 disparos de arma de fogo.

Erik Busetti está preso no Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.