Agora1

Rodonorte é condenada a pagar indenização de R$ 1,2 milhão para famílias de acidente com 10 mortes em PG

19 de setembro de 2019 - 18:41
O acidente ocorreu neste trecho na madrugada de quinta-feira (18) dezembro de 2003/ Imagem Google

A Justiça condenou a concessionária a pagar uma indenização de R$ 1,2 milhão para famílias das vítimas do acidente, ocorrido em 2003, na BR-376 em Ponta Grossa.

 As 10 pessoas que morreram num acidente ocorrido durante a madrugada do dia 18 de dezembro de 2003, uma quinta-feira em Ponta Grossa, eram funcionários da empresa de telefonia celular Vivo de Maringá.

O acidente ocorreu por volta das 4 horas, no quilômetro 498 da BR-376, no sentido Curitiba-Ponta Grossa.

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, a van, com chapas AZV-7777, de Maringá, que transportava o grupo, se desgovernou, atravessou o canteiro e bateu de frente contra um caminhão, com placas ATZ-3540, de Paiçandu.

A violência da trombada foi tão grande que a van ficou dividida ao meio. Todos os ocupantes morreram no local do acidente.

O motorista do caminhão, não se feriu. As vítimas foram identificadas como; Ângela Rossina Godoy, Flávia Morales Graziano, Wilson Ribeiro dos Santos, Marcos César Castanharo, Rodrigo dos Santos, Robson Fernando da Costa, Leoquim do Prado Júnior, Gendi Miyoshi Júnior, Carlos Eduardo M. da Silva e o motorista Joaquim Ferreira de Melo.

o veículo onde eles estavam derrapou em um lamaçal que cobria a pista e bateu de frente com um caminhão. Dez pessoas morreram na hora, nove funcionários da loja e o motorista da van.

Cada família deve receber R$ 120 mil, a ação totaliza R$ 1,2 milhão. A decisão é de terça-feira (17), do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Maringá, no norte do estado. Ainda cabe recurso.

Leia a notícia completa no G1

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.