Agora1

Paraná está entre os três maiores geradores de emprego do país

5 de fevereiro de 2018 - 10:16
Imagem divulgação

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, mostram que em 2017 foram gerados no Paraná 67.239 empregos com carteira assinada para jovens de até 24 anos. Foi o melhor resultado entre os Estados da Região Sul.

No ranking brasileiro, o Paraná conquistou a terceira colocação, com 8,2% do total nacional, ficando atrás apenas para São Paulo e Minas Gerais, Estados bem maiores em termos populacionais. Como comparação, o Rio de Janeiro ficou em sexto lugar nacional, criando 45,8 mil vagas, ou 5,6% do total, ficando três posições atrás do Paraná.

“O bom resultado do emprego para jovens é muito bem-vindo, uma vez que essa faixa etária geralmente exibe taxas de desocupação mais altas que a média”, afirmou o presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), Julio Suzuki Júnior.

DESEMPENHO POSITIVO – Dos setores de atividade econômica, os que concentram os maiores saldos positivos de emprego para jovens de 14 (idade mínima para trabalhar como aprendiz) aos 24 anos no Paraná são os de serviços, indústria e comércio.

Só o setor de serviços abriu no ano passado 26,4 mil vagas formais para esses trabalhadores, o que significa 39,3% do total. Na indústria foram 19,5 mil; e no comércio 17,7 mil postos.

Também tiveram desempenho positivo para esta faixa etária, a agropecuária, com 2,6 mil vagas; e a construção civil, com saldo de 770 postos de trabalho.

O aquecimento do mercado de trabalho para os jovens foi mais percebido nas grandes cidades paranaenses. Curitiba conquistou 24% do total estadual, criando 16,1 mil vagas. Na sequência, Maringá e Londrina representam respectivamente 6,3% e 4,5% dos postos. Na quarta e quinta colocações aparecem Cascavel e São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

IPARDES – O Ipardes é uma instituição de pesquisa vinculada à Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral. Sua função é estudar a realidade econômica e social do Estado para subsidiar a formulação, a execução, o acompanhamento e a avaliação de políticas públicas.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.