Agora1

INMET emite alerta de risco de morte pelo calor extremo no País

6 de outubro de 2020 - 15:48
Imagem Lago Olarias- Divulgação

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de calor com nível de muito perigo para o Brasil Central, especialmente o Centro-Oeste, em que destaca até o risco de morte por hipetermia devido à temperatura extremamente elevada na região.

A meteorologista Estael Sias, da MetSul, comenta que o alerta do órgão federal é “muito correto” diante dos graves riscos trazidos pelo calor excessivo para a saúde, em especial na população mais vulnerável como idosos. A onda de calor volta a se intensificar no Brasil Central nesta semana com máximas em patamares jamais vistos em muitas áreas da região com recordes absolutos de máximas. A temperatura na tarde da segunda-feira chegou a 44,6ºC no Mato Grosso e no Mato Grosso do Sul, a apenas 0,1ºC do recorde oficial de temperatura máxima do Brasil. Ao calor se soma a baixíssima umidade com níveis de deserto. Riscos à saúde

Calor em nível excepcional pode causar prejuízos à saúde e, em alguns casos, até levar à morte. Segundo o Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), o calor extremo causa mais mortes relacionadas ao clima no país do que qualquer outro evento meteorológico combinado.

O risco de emergências relacionadas ao calor é especialmente alto para idosos, animais de estimação e pessoas com doenças crônicas, mas a exposição ao tempo excessivamente quente de forma prolongada pode aumentar a temperatura de qualquer pessoa, levando à desidratação, exaustão pelo calor ou até mesmo insolação, que pode levar à insuficiência cerebral, cardíaca ou renal, e danos aos tecidos.

Sob calor extremo, em caso de necessidade de passar um tempo prolongado ao ar livre, o o ideal é o amanhecer e com a recomendação de muitas pausas, buscando uma área sombreada quando começar a se sentir superaquecido.

Como regra geral, deve ser evitado o consumo de cafeína e álcool em excesso, ambos diuréticos que desidratam ainda mais o corpo, e deve se buscar a hidratação periódica com muitos líquidos como água e sucos naturais.

O mais importante é procurar atendimento médico se estiver apresentando sintomas relacionados ao calor. Se começar a sentir náuseas, vertigens, confusão mental ou fraqueza, vá para dentro de casa imediatamente e hidrate-se. Busque um médico ou o serviço de emergência de saúde local imediatamente se os sintomas não desaparecerem depois que você voltar para dentro de casa ou se você tiver febre de 40°C ou mais depois de sair de casa.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.