Agora1

Guarda Municipal comemora 15 anos nesta terça-feira (11)

10 de setembro de 2018 - 20:02
Divulgação

por Josué Teixeira

Marcada por avanços constantes, Guarda Municipal da Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública de Ponta Grossa comemora 15 anos  fortalecimento da instituição e planeja ampliar ações junto à comunidade

Instituição essencial na área de segurança pública na cidade, a Guarda Municipal comemora seu décimo quinto aniversário nesta terça-feira (11). A data, além de marcar o dia de criação da GM – através da Lei Municipal Nº 7.306/2003 – também celebra os avanços do município na proteção dos cidadãos e na articulação de políticas de segurança próximas da comunidade.

“A Guarda Municipal, tem feito a diferença na segurança pública de Ponta Grossa. Hoje são quase 5 mil atendimentos anuais, um sistema de monitoramento que integra quase toda a cidade, além da realização de diversas ações não só ostensivas, mas também preventivas com foco na proximidade entre a instituição e a comunidade”, destaca o secretário da pasta de cidadania e segurança pública (SMCSP), Ary Fernando Guimarães Lovato..

Para o comandante da Guarda Municipal, Edson Witek, a história da GM tem sido consolidada de através dos anos. Ele também aponta ampliação do quadro de agentes e a aquisição de equipamentos dos últimos anos como alguns dos fatores determinantes do sucesso da Guarda Municipal em Ponta Grossa.

“Fico bem a vontade para falar da Guarda Municipal, pois entrei em 2004, aprendi muito com meus colegas e praticamente cresci junto com a instituição. Além disso, a partir da criação da SMCSP, em 2013, conseguimos um ganho expressivo na estrutura, aumentamos o número de viaturas e do nosso efetivo. Hoje, somos o braço direito das forças de segurança de Ponta Grossa, dando o apoio sempre que necessário a outras instituições”, declara Witek. “Só tenho de agradecer a todos os meus colegas da Guarda Municipal que fazem de tudo para que Ponta Grossa seja uma cidade mais segura para todos”, completa.

Segundo o prefeito Marcelo Rangel, o empenho das equipes da Guarda Municipal faz o trabalho realizado em Ponta Grossa seja referência não só no estado, mas em todo o país. “A Guarda Municipal é um orgulho para Ponta Grossa, pois é dotada de homens e mulheres valorosas, que prestam um atendimento de excelência a toda a comunidade. Esse empenho diário em realizar o melhor trabalho faz com que sejamos referência em todo o país”, finaliza Rangel.

Fortalecimento e ampliação

Atualmente com cerca de 250 agentes, a Guarda Municipal de Ponta Grossa dispõe de equipes distribuídas para o atendimento de diversas funções. Além dos guardas responsáveis pelo patrulhamento e atendimento básico à população e segurança patrimonial, a instituição também possui destacamentos especiais como a Ronda Ostensiva Municipal Urbana (ROMU), o Grupamento Especial Tático com Apoio de Motocicletas (GETAM),  a Patrulha Maria da Penha e o recém-criado Grupamento de Ciclopatrulhamento (GCP) – destinado ao patrulhamento em parques do município -.  Junto a essas equipes, a Guarda Municipal também conta com agentes nos departamento de Cidadania, Tecnologia e Defesa Civil, trabalhando, respectivamente, com ações em escolas e próximo da comunidade, monitoramento e atendimento via fone 153, e na prevenção e atuação em situações de risco e desastres naturais.
“Os trabalhos realizados pela Guarda Municipal tem sido os mais variados e é muito interessante que ressaltemos isso e que a população tenha conhecimento dessas ações. Temos buscado fortalecer essas iniciativas de forma consciente para garantir a ampliação sólida dos serviços oferecidos para a comunidade”, declara o secretário Ary Lovato.

Sobre esse aspecto, o comandante Edson Witek,  ressalta os ganhos que a busca pela melhoria da capacidade técnica proporcionam para as equipes e, em maior amplitude, à Guarda Municipal. “A qualidade da formação dos nossos guardas municipais é um diferencial para o município, que é um dos únicos do Paraná a contar com um Centro de Formação de Guardas Municipais (CFGM) próprio.  Por isso, além do nosso próprio contingente, nós estamos habilitados a promover a capacitação de outras instituições da região. E isso reflete  positivamente na qualidade dos nossos agentes, que sempre estão em constante treinamento, renovando os conhecimentos e aprendendo novas técnicas de combate ao crime”, salienta.

Em relação aos próximos passos que a SMCSP projeta para a Guarda Municipal, o secretário Ary Lovato aponta que o município tem como norte a melhoria da estrutura, a criação de uma nova base e a renovação da frota. “Nós conseguimos ampliar em muito a atuação da Guarda Municipal desde a criação da nossa secretaria e entendemos que é essencial a aplicação de medidas nesse sentido para que o nosso efetivo acompanhe o crescimento que a cidade tem tido nos últimos anos. Já temos buscado recursos estaduais e federais para garantir essa manutenção e ampliação da nossa estrutura e também iniciamos as ações para que possamos promover a construção de uma nova sede para a secretaria e para a Guarda Municipal.  Estamos pensando a segurança pública do município para os próximos anos e temos certeza de que a Guarda Municipal será uma das peças essenciais nesse futuro”, conclui.

Histórico

Criada em 2003, a Guarda Municipal integrava a Secretaria Municipal de Administração e Negócios Jurídicos e iniciou os atendimentos à população com cerca de 95 agentes. Na sequência, em 2005, a Guarda Municipal passa para a Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT) e, em 2013, com criação da Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública (SMCSP), consolida-se como membro essencial das forças de segurança do município.
Atualmente, a Guarda Municipal conta com um efetivo de cerca de 250 agentes e aproximadamente 40 viaturas – entre elas, um ônibus de monitoramento –, 36 câmeras de alta tecnologia espalhadas pelo município e controladas pela Central de Monitoramento, uma base distrital no Guaragi, uma base central no Maria Otília. Além dessas estruturas, a Guarda Municipal também conta com o Centro de Formação de Guardas Municipais, Ouvidoria, Corregedoria, e a Patrulha Maria da Penha

Atuação

Como parte integrante das forças de segurança no município, a Guarda Municipal atua na prevenção e combate à criminalidade na cidade, conservação do patrimônio público e atendimento à população. Todas essas atividades, segundo o comandante Edson Witek, foram sendo implantadas gradativamente à medida que a Guarda Municipal crescia e a legislação passava a estabelecer as diretrizes para o trabalho dos agentes.

“O trabalho que, inicialmente era de atendimento ao público e proteção do patrimônio acabou sendo ampliando com a sanção da lei 13022 de 2014, também conhecida como Estatuto Geral das Guardas Municipais. É ela que determina a atuação das Guardas Municipais e prevê, entre outras situações, a possibilidade de os agentes exercerem o poder de polícia. Isso permitiu, por exemplo, a criação de um convênio com a Polícia Federal para que os agentes trabalhem armados desde que sejam feitos todos os testes necessários e as equipes passem por capacitação anualmente. Hoje, somos uma das forças de segurança com o processo mais rígido e eficiente em relação a isso”, explica.

Segundo o secretário Ary Lovato, é a legislação do Estatuto das Guardas Municipais que norteia as ações atuais e quais os possíveis avanços no  trabalho junto à comunidade. “Nossas ações são extremamente pautadas pela legalidade e é exigido que cada guarda municipal seja exemplar no atendimento à comunidade. Com o advento da lei 13.022, nos ampliamos nossos trabalhos, criamos equipes especiais como a Romu e o Getam – responsável pela apreensão de mais de 40 quilos de drogas – e estudamos quais os próximos passos. O entendimento da SMCSP é de que para o futuro, nossas atividades se tornarão mais amplas e próximas à comunidade, uma vez que é inegável que o futuro da segurança pública se encontra na municipalização desses trabalhos. Isso indica, pelo menos em médio prazo, de que nossa Guarda Municipal se tornará a Polícia Municipal de Ponta Grossa. Esse movimento já vem acontecendo junto aos legisladores e acredito fielmente que, quando houver a definição nesse sentido, nós teremos uma das polícias municipais mais bem preparadas do Brasil”, finaliza Lovato.

Números

De janeiro a agosto de 2018, a Guarda Municipal de Ponta Grossa já realizou:

Mais de 3100 ocorrências registradas

Patrulha Maria da Penha – mais de 120 medidas protetivas sendo acompanhadas e cerca de 20 prisões.

Apreensão de mais de 40 quilos de drogas e 17 armas

2558 atendimentos via fone 153

10074 visualizações/acompanhamento de situações pelas equipes da Central de Monitoramento

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.