Agora1

Perto da estreia na Série C, Chicão e Lucas Batatinha falam em ambiente tranquilo no Operário

13 de abril de 2018 - 15:36
Imagens – João Vitor Rezende Borba

Capitão e atacante do Fantasma reforçam a importância de manter a concentração no Brasileiro

Depois de muita espera, finalmente o Operário Ferroviário estreará na Série C, competição que o clube não disputava desde 1993. Com o retorno para Série A do Campeonato Paranaense encaminhado, Chicão e Lucas Batatinha acreditam que esse seja um momento de tranquilidade para o alvinegro na temporada, com a possibilidade de manter o foco total na partida deste domingo (15) contra o Volta Redonda no Germano Krüger.

O Operário está no Grupo B da Série C, também conhecido como “grupo do Sul”. O Fantasma disputará a vaga para as quartas-de-final contra outros nove times, que são: Volta Redonda, Ypiranga, Botafogo-SP, Bragantino, Joinville, Tupi-MG, Tombense, Luverdense e Cuiabá. As equipes disputam a primeira fase na forma de pontos corridos, com jogos de turno e returno, classificando quatro equipes para o mata-mata.

Na visão do capitão alvinegro, esse é o momento de virar a página, e deixar de lado a Divisão de Acesso. Chicão acredita que o Operário será mais testado, devido o nível técnico das equipes, mas sinaliza que a postura da equipe continuará a mesma. “Na Série C, a qualidade técnica é superior, mas na questão tática para a nossa equipe não teremos muitas mudanças. Nós temos um padrão de jogo que o Gerson gosta de utilizar e quando jogamos contra equipes ruins, isso acaba interferindo pra gente, mas quando jogamos contra boas equipes isso nos favorece”, assinala.

Para o jogo de estreia no domingo contra o Volta Redonda, Chicão revela que o elenco já vem estudando o adversário, e que os treinamentos da semana têm acontecido baseado nesse estudo. “Eu pude perceber que o Volta Redonda é uma equipe que gosta de jogar, mas não se preocupa em marcar. Nesse ponto, nosso time leva a vantagem por saber fazer bem as duas coisas”, comenta.

Chicão acredita que com o bom retrospecto na Divisão de Acesso e o fato do Brasileiro ser disputado em dois turnos, permite que o Operário tenha uma tranquilidade para jogar as duas competições. “Nesse ano sabíamos que o calendário bateria e fizemos o nosso melhor para não termos perigo de ocorrer algo que não fosse o planejado. Nós ainda não classificamos na Divisão de Acesso, mas estamos perto disso. Na Série C temos uma margem maior, mas sabemos a importância de começar bem”, conta.

Também presente no elenco em 2017, Lucas Batatinha vê um Operário mais concentrado, o que de acordo com ele permitiu com que o time tivesse um melhor desempenho na Divisão de Acesso. Porém, agora os olhares do plantel já estão concentrados no duelo contra o time carioca: “Nós temos sempre que mudar o foco, pois são duas competições diferentes. O jogo de domingo contra o Volta Redonda vai ser completamente diferente do que foi a partida contra o PSTC. Sabemos que temos que trabalhar muito para estrear bem em casa”, pontua.

Batatinha já disputou uma Série C pelo Icasa (CE), em 2015. O discurso do atacante para a competição é de regularidade, para em um primeiro momento garantir a permanência na Série C, e depois disso pensar no acesso. “Sabemos que a Série C é muito difícil, mas nós temos um grupo de qualidade. Queremos nos manter nessa competição, mas se derem brecha nós vamos buscar essa vaga pra Série B”, revela.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.