Agora1

Índio aponta parte física como diferencial do Operário

5 de Março de 2018 - 20:59
João Vitor Rezende Borba RBM Assessoria de Imprensa

Operário chega a quinta vitória consecutiva depois de vencer o REC por 4 a 1

Com doze gols em três jogos, o Operário vem mostrando sua força na Divisão de Acesso. A vítima da vez foi o REC de Rolândia no último domingo (4) no Germano Krüger. Além de manter a boa média de gols, o alvinegro mostrou poder de reação. Após sair atrás no placar, o Fantasma não se abateu e no fim conseguiu mais uma vez golear e se manter na liderança da Divisão de Acesso.

Em 3 jogos dos 5 disputados, o Operário saiu atrás no marcador, e em todos eles no segundo tempo a equipe reverteu o placar. Na visão do volante Índio, o problema não é necessariamente a falta de atenção e sim coisas inevitáveis do jogo. “Já tínhamos chegado uma ou duas vezes e um lance ‘bobo’, o jogador cortou pra dentro e acertou um belo chute, aí não tem como evitar. O importante é que estamos mantendo a calma mesmo saindo atrás no placar e temos conseguido buscar os resultados”, comenta.

Com as viradas no segundo tempo, Índio acredita que o maior componente para uma melhor performance do time é a preparação física, já que o Operário consegue se impor ao final das partidas. “A preparação que fizemos desde novembro é um diferencial, o trabalho do Eduardo [Maus] e o Gerson [Gusmão] e creio que isso tem sido mostrado nos jogos. Sempre estamos sobrando no segundo tempo, então temos de manter o foco pois a temporada está só começando”, conta.

O jogador é desfalque certo do Operário para a partida contra o Cascavel no próximo domingo (11), por cumprir suspensão automática ao ter tomado três cartões amarelos. É a primeira vez na temporada que o jogador não estará disponível para ser relacionado.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.