Agora1

Com dois de BH, Flamengo vence o Barcelona por 2 a 0 e vai decidir a Libertadores com o Palmeiras

30 de setembro de 2021 - 07:03
Foto: Marcelo Cortes / CRF

Mengão volta à final da maior competição do continente dois anos após conquistar o bi em Lima

Campeão da Copa Conmebol Libertadores em 1981, o Flamengo esperou 38 anos para voltar à final da Copa. Desta vez o tempo de espera para a Nação foi bem menor. Após conquistar o bicampeonato em 2019 com a vitória sobre o River Plate por 2 a 1, em Lima, o Mais Querido está de novo na decisão. Com a vitória de 2 a 0 sobre o Barcelona de Guayaquil, com mais uma grande atuação de Bruno Henrique, o Rubro-Negro decidirá a Libertadores com o Palmeiras, no dia 27 de novembro, em Montevidéu. A final, que reunirá os dois últimos campeôes, será disputada no Estádio Centenário, palco da primeira conquista do Flamengo na Libertadores, há 40 anos

Com a vitória em Guayaquil, o Mengão completou 17 jogos de invencibilidade na Libertadores, se igualando ao recordista Sporting Cristal (Peru). A última derrota foi para o Del Valle, em 17 de setembro de 2020. Além disso, o Flamengo se isolou como o melhor ataque da atual edição, com 32 gols. Pra completar, o técnico Renato Gaúcho chegou a 50 vitórias na Libertadores e se tornou o treinador mais vitorioso da Copa.

Com menos de dez minutos, o Flamengo perdeu o zagueiro David Luiz, com um problema muscular na coxa esquerda. Gustavo Henrique entrou em seu lugar. A saída do zagueiro não abateu o time, que aguentou bem uma pequena pressão do Barcelona. Os espaços começaram a aparecer e aos 17 minutos, Everton Ribeiro, com um passe espetacular, deixou Bruno Henrique livre para marcar. O atacante driblou o goleiro e fez 1 a 0 para o Mengão.

A vantagem no placar, que já era boa desde o início, ficou ainda melhor. Com 3 a 0 no agregado, o Flamengo só deixaria de ir à final se levasse quatro gols sem marcar mais nenhum. E o segundo só não saiu aos 20 por capricho. Numa jogada sensacional do ataque rubro-negro, Andreas Pereira acertou a trave com um lindo chute.

Apesar da desvantagem, o Barcelona não desanimou. E só não marcou porque Diego Alves, com mais uma grande atuação, apareceu muito bem, com grandes defesas. na primeiras etapa.

O segundo tempo começou com um golaço do Flamengo. Num contra-ataque de almanaque, Gabi deu passe magistral para Everton Ribeiro, que penetrou e tocou para Bruno Henrique completar para o gol e fazer 2 a 0.

Com a vaga para a final assegurada, o Flamengo tomou conta do jogo e ainda teve chance de aumentar com Gabi. No fim a torcida equatoriana aplaudiu o Mengão, reconhecendo a superioridade rubro-negra.

FICHA TÉCNICA:

BARCELONA (EQU): Burrai, Castillo, León, Riveros e Pineida; Carcelén (Perlaza), Piñatares, Preciado (Damián Diaz), Martinéz e Garcés (Cortez); Mastriani. TÉCNICO: Fabian Justos

FLAMENGO: Diego Alves, Isla, Rodrigo Caio, David Luiz (Gustavo Henrique) e Filipe Luiz (Renê); Willian Arão, Andreas Pereira (Bruno Viana), Everton Ribeiro e Arrascaeta (Pedro); Gabi e Bruno Henrique (Michael). TÉCNICO: Renato Gaúcho.

GOLS: Primeiro tempo – Bruno Henrique aos 17 minutos. Segundo Tempo – Bruno Henrique aos 4 minutos

JUIZ: Roberto Tobar (Chile):

CARTÕES AMARELOS:  Andreas Pereira, León, Piñatares, Willian Arão.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.