Agora1

HU amplia horário de atendimento para exames de ressonância

16 de janeiro de 2019 - 18:37
Divulgação

Mensalmente cerca de 400 solicitações de exames de ressonância magnética são feitas, todas através do Sistema Único de Saúde (SUS)

Com o intuito de atender a demanda e proporcionar atendimento rápido, o Hospital Universitário (HU) da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), anuncia, nesta quarta-feira (16), a ampliação do horário de atendimento de exames de ressonância magnética para pacientes de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais. A partir de agora, o setor de imagem do HU passa atender de segunda à sexta-feira até às 23 horas e também aos domingos.

“Iniciamos na semana passada uma experiência com atendimentos para pacientes oriundos da cidade de Castro. Tivemos uma avaliação positiva como resultado. Com isso, nossa ideia é zerar a fila de pedidos deste exame acumulados ao longo dos dois últimos anos”, explica Everson Krum, vice-reitor da UEPG. Ele garante ainda que o objetivo também é facilitar a vida de quem trabalha durante o dia e, normalmente, não consegue realizar o exame neste horário.

Mensalmente cerca de 400 solicitações de exames de ressonância magnética são feitas, todas através do Sistema Único de Saúde (SUS). Na rede particular, o mesmo exame pode custar entre R$ 800 e R$1.500, dependendo da região corporal a ser avaliada. De acordo com a diretora geral do HU, Tatiana Cordeiro, os pedidos são realizados através de solicitação médica. “Habitualmente, quem pede este exame é o médico especialista que atende em uma Unidade Básica de Saúde ou hospital de referência. Nós oferecemos as vagas e a Regional de Saúde distribui estas vagas para os municípios”, explica.

Ponta Grossa, por ser o município com maior número de habitantes – quase 350 mil segundo levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em agosto de 2018 -, acaba sendo também líder no número de pedidos para o exame, em sua maioria destinado ao público adulto. Conforme a biomédica, Priscila Endler Pontarollo, que integra a equipe responsável juntamente com outras duas biomédicas e uma enfermeira, pelo fato de o HU ser considerado um hospital referência em Ortopedia, a maior demanda é por exames de ressonância músculo- esquelética.

“Outros exames também solicitados com frequência são de crânio e coluna lombar”, complementa. Mas o diferencial, de acordo com a profissional de saúde, são os exames de ressonância fetal, que identificam possível má formação ou patologias encefálicas do feto, e o atendimento especializado para mamografia. “Logo teremos exame com sedação, que vai atender tanto crianças como pacientes com transtornos psiquiátricos e neurológicos, assim como pessoas com claustrofobia ou que apresentem dificuldade em permanecer parado e/ou em ambientes fechados. Mais t

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.