Agora1

Facebook bloqueia doente terminal ao tentar transmitir sua morte

5 de setembro de 2020 - 10:19
AFP

O Facebook bloqueou neste sábado (5) ao meio-dia a difusão ao vivo dos últimos momentos de vida do francês Alain Cocq, que padece de uma doença incurável e que decidiu, por meio da transmissão na rede social, chamar a atenção para a questão da morte assistida.

“Embora respeitemos sua decisão de chamar a atenção para este assunto complexo, com base no conselho de especialistas tomamos medidas para impedir a transmissão ao vivo na conta de Alain, pois nossas regras não permitem a representação de tentativas de suicídio”, declarou um porta-voz do Facebook à AFP.

Na madrugada deste sábado, este habitante de Dijon (leste) anunciou num vídeo que tinha parado de se tratar, se alimentar e hidratar, permitindo-se morrer ao vivo para denunciar as atuais leis sobre a morte digna na França.

Poucas horas depois, quando estava prestes a publicar um novo vídeo, Alain Cocq anunciou: “O Facebook está bloqueando minha transmissão de vídeo até 8 de setembro”.

“Julguem por vocês mesmos”, escreveu este homem de 57 anos, dirigindo-se a seus seguidores, antes de dar o endereço do Facebook França em Paris para “que façam com que saibam o que pensam de seus métodos para impedir a liberdade de expressão”.

O Facebook tem regras muito detalhadas: embora não tenha disposições específicas sobre o fim da vida, são muito rígidos em termos de conteúdo que pode parecer promover suicídio ou automutilação. Casos que incluem eutanásia e suicídio assistido.

Fonte: AFP

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.