Agora1

Ponta Grossa terá Feira Paraná e Hackaton estadual em setembro

25 de fevereiro de 2019 - 21:00
Divulgação

Centro de Eventos passará por reformas para receber o evento 

Na manhã desta segunda-feira (25), o prefeito Marcelo Rangel e o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), Ivonei Afonso Vieira, participaram de reunião em Curitiba com o secretário Estadual de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara. Durante o encontro, o prefeito anunciou que o município de Ponta Grossa receberá no mês de setembro a Feira Paraná e a Feira de Tecnologia e Inovação do Paraná, com o apoio do governo estadual.

Ponta Grossa já possui a Exposição Feira Agropecuária e Industrial de Ponta Grossa (Efapi), que em 2019 chega a 41ª edição e, de acordo com o prefeito municipal, acontecerá junto à Feira Paraná. Com o objetivo de ampliar a participação efetiva das instituições relacionadas à agricultura, pecuária e a sociedade, envolvendo também o comércio e a indústria, a Feira terá foco na tecnologia e na área digital, para que possa atender a modernização que acontece no mundo do agronegócio.

Durante a Feira Paraná, será realizado ainda um hackathon, com o objetivo de ampliar as soluções inovadoras para a área da agricultura e pecuária no Estado. “A Prefeitura já participou e apoiou outros hackathons e agora passa a promover uma edição própria.

Nos últimos anos, o município tem trabalhado em ferramentas de inovação voltadas ao empreendedorismo e a tecnologia, como a aceleradora de negócios VOE, que na última semana recebeu premiação nacional de empreendedorismo sustentável”, afirmou o prefeito.

Para a edição do hackathon da Feira Paraná, serão convidados programadores de todo o país, além de estudantes e profissionais das áreas da tecnologia da informação, design, comunicação e marketing, gestão e administração, exatas e, também, das áreas agrícolas.

De acordo com o prefeito Marcelo Rangel, para melhor receber a feira, a Prefeitura iniciará imediatamente a reforma do Centro de Eventos. O evento atenderá todo o Paraná e receberá visitantes de todo o Estado e outras regiões.

Para o secretário da SMAPA, a criação da feira atenderá às necessidades regionais e estaduais. “A Feira Paraná não se resumirá apenas a exposição de animais, mas funcionará, também, com comércio e indústria, dentro de uma ideia mais profunda de indústria e pecuária, relacionadas à era digital”.

Redação Agora1
Equipe de redação do Portal Agora1. Gostaria de nos informar algo? Entre em contato! Clique aqui e nos envie um e-mail agora mesmo.